“As impurezas da rua sem véu (Praça Roosevelt)”


imagem: reprodução

Estou postando a última música do CD Decompor.

A letra surgiu de uma conversa com meu amigo Eduardo Castanho, ali mesmo na praça, no bar PPP. Falávamos sobre o movimento cultural que estava se instalando naquele local e das pessoas que circulavam na área. Eduardo, que trabalhou no teatro d’Os Satyros, foi relembrando histórias vividas in loco e fatos de sua própria vida. Entre goles de vinho e bom papo, anotei em um guardanapo alguns versos que vieram a se tornar a letra da música. Portanto, o considero um parceiro afetivo desta canção.

Na letra, faço um paralelo da calçada da praça com a calçada de Ipanema. "E coisas lindas passam com graça/ na calçada dessa praça/ que não é de Ipanema/ mas devassa". Isso, bem antes de surgir a tal cerveja, Paris Hilton ou Sandy...

A melodia foi criada por Vanessa Bumagny, com quem realizei o "Satyricas Musicais", evento lítero-musical na praça, em 2003 e 2004, junto de Luiz Gayotto, Estevan Sinkovitz e André Sant'anna. Também participaram desse movimento artistas plásticos como a paulista Dôra Corrêa e a alemã Patricia Woll, além de músicos e poetas convidados como o mineiro Flávio Boaventura.

A princípio não iria incluí-la no CD, por achar que ela possui um estilo próprio, mais divertido, um pouco fora do conceito do “DECOMPOR - Canções do subsolo”. Por insistência de vários amigos e por sentir que a Pça. Roosevelt traz em si o germe do underground, resolvi deixá-la como bônus-track.

Convidei para o backing vocal quatro cantores jovens talentosos, cheios de alegria e graça, integrantes do grupo "Ladainha". Pintaram e bordaram no estúdio e fizeram todos os arranjos de vozes. Sou extremamente grato a eles: Daniel Ayres, Fê Sztokbant, Júlia Pittier e Marina Pittier.

Portanto, divirtam-se.

P.S.: A partir da próxima semana passo a postar poemas, músicas de amigos, vídeos, textos, etc.

Sigam-me e não se percam!


Post em Destaque
Posts Recentes